MENOPAUSA PRECOCE: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Menopausa precoce
Menopausa precoce

A menopausa precoce é mais grave ainda que a menopausa? Esta é uma questão que gera muito dúvida entres as mulheres e que vamos tratar completamente no artigo de hoje. Venha prender ainda mais sobre sua saúde.

A menopausa é o fim do período fértil feminino e com isso ocorrem várias alterações físicas e mentais. Por isso este tema é to cercado de dúvidas e polêmicas. Mas hoje vou desmistificar este assunto e você vai entender tudo.

Sabemos que a menopausa em si trás com ele diversas mudanças, mas a menopausa precoce é ainda mais grave? Continue lendo e saiba a respostas hoje mesmo.

Menopausa Precoce É Mais Grave Ainda?

Posted by Vanderléa Coelho on Tuesday, December 19, 2017

Entenda o que leva à menopausa

Que a menopausa é o fim do ciclo menstrual e período fértil toda mulher já sabe, mas você sabe por que tudo isso acontece e que fatores desencadeiam todo este processo natural?

O ciclo menstrual é uma forma do corpo responder aos processo de fertilidade feminina. Este processo geralmente se inicia por volta dos 12 anos de idade e tende a ser encerrado entre os 45 e 55 anos de idade.

Ao se encerrar este processo você entra de fato na menopausa. Já quando ocorre uma antecipação é considerado que a menopausa é precoce, sobre este aspecto falaremos um pouco mais adiante.

A mulher, diferente dos homens, tem sua fertilidade contada, mas como assim, contada mentora? O organismo da mulher vem de nascença com determinado número de óvulos que ela terá ao longo da sua vida.

Estes óvulos não se multiplicam e também não se reduzem. O que geram estes óvulos são células chamadas de folículos que estão presentes nos ovários. Cada folículo destes será responsável por um ciclo mensal.

Uma mulher dentro da média conta com aproximadamente 300 mil folículos destes que produzirão a sua carga fértil ao longo da vida. No entanto, há mulheres que possuem menos destes folículos ou por algum agente não tem o aproveitamento adequado destes folículos.

É este o fator que faz com que a menopausa chegue ainda mais cedo para estas mulheres, configurando assim um quadro de menopausa precoce. Venha comigo para o próximo onde vou explicar melhor como isto ocorre, então continue lendo.

Agende AQUI Sua Consulta Com Nossa Ginecologista

Os fatores desencadeantes da menopausa precoce

A menopausa precoce ocorre antes dos 40 anos de idade. A incidência deste acontecimento é de uma em cada cem mulheres. A menstruação para por um ano consecutivo e isto é rotulado como menopausa precoce.

Como dito anteriormente um destes folículos eclode com a proposta de ser fecundado nas trompas de falópio por um espermatozoide. Quando não são fecundados inicia-se o processo de eliminação do conjunto não fecundado e isso é a menstruação em si.

Os motivos da menopausa estão relacionados aos folículos dos ovários. Alguns destes motivos são:

  • Recrutamento inadequado das células foliculares
  • A mulher nasce com um número menor destas células foliculares
  • O processo de morte e involução ocorre de forma inadequada

Assim existe uma disfunção no ovário que desencadeia o fim do período fértil de forma antecipada. Com isso vem também a menopausa precoce e toda a sua sintomatologia.

Mas o que pode desencadear estes fatores que comprometem as funções dos folículos? Há fatores genéticos que podem afetar estas funcionalidades e também doenças auto-imunes.

Os fatores genéticos são decorrências de defeitos ou anomalias no gene do indivíduo. Estes fatores por sua vez são hereditários e vem de pais para filhos. Sendo assim talvez mais alguém das sua família pode ter tido menopausa precoce.

As doenças auto-imunes são aqueles em que o próprio organismo passa a atacar órgãos do seu corpo. O sistema imunológico erroneamente identifica seus órgãos como uma ameaça e passa a lutar contra ele. Neste caso ações devem ser tomadas para evitar maiores problemas.

Tratamentos como a quimioterapia e radioterapia também comprometem o funcionamento dos ovários e podem desencadear a menopausa precoce. O tabagismo também é comprovadamente o fator que contribui para o mal funcionamento dos ovários.

Agende AQUI Sua Consulta Com Nossa Ginecologista

Saiba identificar se você está ou não na menopausa precoce

Saber identificar se você está ou na menopausa precoce é muito importante. Para isto existem meios e formas. Da mesma maneira que a menopausa tradicional a precoce apresenta a sua sintomatologia característica.

Uma das principais características da menopausa precoce é o alargamento do tempo entre cada menstruação. O ciclo que era de 28 a 30 dias passa a ser cada vez maior ou mesmo surgir interrupções entre os meses.

Estas interrupções podem se agravar com o tempo. Desta forma pode ocorrer um ciclo neste mês e ficarem 3 meses sem houver ciclo. Além destes alongamentos de prazos para a menstruação descer há outros sintomas característicos.

Estes sintomas são os mesmo presentes na menopausa tradicional. Já venho falando bastante destes sintomas, mas vale relembrar alguns que são:

  • Calorão
  • Aumento repentino de peso
  • Alterações de humor como irritabilidade e ansiedade
  • Insônia
  • Ressecamento vaginal
  • Infecção urinária de repetição
  • Redução da libido
  • Entre outros

Estes são os sintomas mais comuns e que acometem a maioria das mulheres. No entanto, isso não significa que sempre haverá estes sintomas presentes. Pode haver interrupções no ciclo menstrual e ainda não houver sintomatologia de menopausa.

O que desencadeia estes sintomas são os mesmos motivos da menopausa tradicional. Devido à interrupção da produção hormonal natural o corpo reage de diversas formas a esta ausência e com isso surgem todos estes sintomas que são tão incômodos.

Agende AQUI Sua Consulta Com Nossa Ginecologista

Consequências da menopausa precoce na sua vida

Uma das maiores repercussões da menopausa precoce está diretamente relacionada às mulheres que programam suas vidas. Com a finalidade de primeiramente alcançarem seus objetivos econômicos e financeiros antes da reprodução.

Com isso elas se dedicam primeiramente ao trabalho e programam para terem seus filhos depois dos 35 anos.

No entanto, são surpreendidas por ciclos menstruais irregulares. Sem saberem seus ovários já

estão comprometidos e com isso não podem mais se reproduzirem.

Os outros fatores relacionados à menopausa precoce são de impacto direto à saúde da mulher. A menopausa em si já traz alterações significativas que podem impactar na qualidade de vida e ainda aumentar fatores de riscos relacionados à saúde e doenças.

Com as alterações hormonais surgem vários fatores que podem trazer consequências para a saúde. O aumento dos riscos de doenças cardíacas é um dos fatores preocupantes.

Os hormônios femininos além de suas funções reprodutivas são protetores da saúde. Quanto mais tempo você fica sem esta proteção maior o risco de surgimento de doenças e também de redução da expectativa de vida.

Surge também o aumento de risco de câncer de mama, osteoporose, infartos e derrames. Este risco começaria após os 50 anos e com a menopausa precoce passa a ter estes mesmos riscos 10 ou mais anos antes.

Sendo assim há preocupações sim e a menopausa precoce é ainda mais grave do que a menopausa tradicional justamente por todos estes fatores citados.

Agora que você sabe tudo sobre a menopausa precoce compartilhe com suas amigas para elas também aprendem sobre o assunto e se cuidarem melhor. Se inscreva no meu canal do Youtube e confira os conteúdos que tenho por lá. Acompanhe o nosso blog para estar sempre informada sobre sua saúde.

Agende AQUI Sua Consulta Com Nossa Ginecologista

Comenta AQUI