IMPLANTE HORMONAL: VANTAGENS E DESVANTAGENS NA MENOPAUSA

implante hormonal
implante hormonal

Hoje o assunto abordado é de muito interesse para as mulheres que estão passando pelo período da Menopausa: o implante hormonal. É um tema significativo e muito importante de ser debatido.

Principalmente para aquela mulher que está passando por esse período com muito desconforto. Faz toda a diferença se informar sobre quais opções de tratamento existem. Aqui iremos explorar uma dessas opções, que é o implante hormonal.

Existem várias propostas de terapias hormonais, como por exemplo, via oral, transdérmica, vaginal, injetável. Traremos aqui são quais são as vantagens e desvantagens de escolher como opção o implante hormonal, dentre tantas outras terapias.

 

O que é o implante hormonal?

Antes de mais nada, é necessário falarmos um pouco sobre o que são implantes. Falando de forma simplificada, implantes são “tubinhos” onde dentro são colocados hormônios. E o que são os hormônios? São substâncias que vão até as nossas células e fazem com que as funções aconteçam. Ou seja, a missão deles é ir até a nossa célula e fazer com que ela aja ou reaja.

Durante a menopausa e climatério a função do ovário declina, o que resulta em alguns sintomas e manifestações tanto físicas quanto emocionais na mulher. Todas as mulheres são afetadas por esses sintomas, no entanto, algumas em maior e outras em menor grau.

Alguns desses sintomas observáveis nas mulheres são:

  • Calor intenso
  • Ressecamento Vaginal
  • Infecção Urinária
  • Insônia
  • Falta de libido
  • Dores no corpo
  • Aumento de peso
  • Aumento de gordura abdominal
  • Dores articulares

Além desses, diversos outros podem ser constatados. Esses sintomas estão todos relacionados ao declínio hormonal que ocorre nessa época. Essa queda pode variar dependendo a idade da pessoa, bem como de fatores genéticos e ambientais.

Ao contrário desses sintomas supracitados, existem também algumas outras alterações que podem não ser necessariamente perceptíveis. Algumas delas são:

  • Aumento do risco para doença cardiovascular
  • Aumento do risco para osteoporose
  • Atrofia vaginal

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Ginecologista

O que trata o implante hormonal?

Como pudemos observar, são muitos os sintomas que podem derivar do declínio hormonal. O implante hormonal possui em seus tubos a presença de substâncias que vão repor o que o corpo precisa.

Consequentemente, irá reduzir os sintomas perceptíveis e reduzir o risco para as doenças cardiovasculares, para a osteoporose e os demais sintomas que nem sempre são perceptíveis.

 

Vantagens do implante hormonal

O implante hormonal e aplicado na região glútea embaixo da pele. A quantidade a ser aplicada varia e será analisada e decidida pelo médico.

Uma das vantagens do implante é que ele evita a passagem pelo fígado. Isso é considerado uma vantagem porque o fígado é um órgão fundamental no organismo que não pode estar sobrecarregado. Ao passar pelo fígado, muitos hormônios aumentam o risco para doenças tromboembólicas.

Esse tipo de intercorrência é algo que não acontece com o implante hormonal, mas que pode acontecer pela via oral. Vale ressaltar que não é sempre que acontece, mas existe essa possibilidade.

Outra vantagem é que o implante mantém os níveis constantes. O hormônio é programado para ser liberado de forma progressiva e contínua durante um ano, realizando a função do ovário.

 

Desvantagens do implante hormonal

Observamos que as vantagens do implante são muitas, porém, é importante ressaltar também quais são as desvantagens dele.

A primeira que podemos trazer é o custo elevado. O implante ainda é considerado de alto custo, acima da média das outras terapias hormonais. Por ser algo que ainda não existe de forma industrializada, em série, acaba trazendo um custo maior.

Outra desvantagem é que ele não pode ser aplicado sozinho. Precisa da presença de um médico, em um consultório onde será feita uma anestesia local.

Algo que pode ocorrer também é a presença de efeitos colaterais. Caso o médico não dê a devida atenção a esses efeitos, a mulher pode acabar optando por tirar antes do período de um ano sem que haja necessidade.

Isso porque alguns dos implantes podem ter efeitos masculinizantes. Esses efeitos podem ocorrer em duas situações: quando a dose é muito alta para o indivíduo ou quando o corpo é mais sensível.

Cabe ao médico ginecologista avaliar se o indivíduo possui uma tendência a ter esses efeitos denominados androgênicos. Alguns exemplos desses efeitos são:acne, pele oleosa, aumento de pelo ou, possivelmente, queda de cabelo. Pode ocorrer também, de forma mais rara, engrossamento de voz, caso as doses forem muito altas.

Mesmo que existam efeitos colaterais, o médio na maioria das vezes, consegue adequar esses efeitos para que não haja necessidade de retirar o implante.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Ginecologista

Conclusão

Pudemos observar e conhecer hoje essa proposta de tratamento que é, certamente muito interessante. É uma proposta que vale a pena ser considerada, a partir da avaliação de suas vantagens e desvantagens.

Lembrando sempre a importância da mulher se sentir à vontade com a opção que está escolhendo. Além disso, conversar com um médico ginecologista que poderá lhe esclarecer melhor sobre essas possibilidades e sobre suas necessidades.

A menopausa e o climatério podem ser um período de grande sofrimento para a mulher. Os sintomas afetam a qualidade de vida e trazem desconforto tanto físico quanto psíquico.

Se há uma disfunção, é necessário o tratamento. Tanto para redução dos sintomas, quando para prevenção do aumento do risco de doenças silenciosas, como as doenças do coração e dos vasos sanguíneos.

Então fica mais uma vez a recomendação de conversar com um médico, buscar a melhor opção de tratamento, para assim ter uma melhor qualidade de vida e passar por esse período sem sofrimento.

Agora que a gente já aprendeu um pouco sobre implante hormonal, que tal deixar um comentário nos contando o que você achou? Não esqueça também de deixar uma curtida, e compartilhar com seus amigos para que eles também se informem sobre esse assunto tão importante!

Comenta AQUI