COMO FAZER O AUTOEXAME DAS MAMAS DE MANEIRA CORRETA EXPLICADO PASSO A PASSO

autoexame de mama
autoexame de mama

Todas nós sabemos que a prevenção é a melhor forma para sair das estatísticas do câncer de mama.  O autoexame das mamas é a forma mais eficiente de detecção de qualquer anomalia, desde que feito de maneira correta.

Este é um exame muito importante, pois capacita você mesmo a identificar qualquer anomalia logo de início. Toda doença descoberta em suas fases iniciais tendem a ter melhores respostas no seu tratamento.

Dessa forma saber realizar o autoexame das mamas é essencial para você e é justamente sobre isso o tema de hoje. Vamos nos aprofundar no autoexame de mama para assim realizá-lo de forma adequada.

Então minha rainha junte-se a mim nesta caminhada pelo aprendizado e vamos aprender de forma simples e didática através de um guia passo a passo a realizar o autoexame das mamas. Para isso continue lendo.

Por que é tão importante realizar o autoexame das mamas?

O autoexame das mamas é realmente muito importante. Isso porque é uma forma de conferir regularmente as condições da mama. Dessa maneira o surgimento de qualquer lesão ou mesmo anomalia pode ser detectado rapidamente.

Toda detecção precoce é favorável para o tratamento seja lá qual lesão for. Isso é muito bem aplicado também ao câncer de mama. Sendo assim o autoexame das mamas se torna uma arma auxiliar no combate ao surgimento de doenças e detecção rápida de anomalias.

O autoexame das mamas possibilita encontrar lesões em surgimento que dão os seus primeiros sintomas. Assim um médico mastologista pode ser consultado para conferir se a anomalia é realmente uma lesão preocupante ou mesmo se é apenas alguma irritação momentânea.

Com todo este poder em mãos o autoexame das mamas se torna indispensável. Isso porque se torna ainda mais fácil acompanhar sua saúde em casa mesmo sem ter que fazer consultas desnecessárias.

Tudo isso torna o cuidado com a sua saúde mais efetivo e principalmente muito mais cômodo. É por tudo isso que o autoexame das mamas é muito importante e deve ser realizado com regularidade.

Além de tudo isso o autoexame das mamas é uma forma de você se conhecer melhor. Conhecer o seu corpo e forma e com isso acompanhá-lo em suas várias etapas e saber distinguir o que é natural do que pode ser considerado anômalo.

Mas afinal quem deve realizar o autoexame das mamas? Todo, absolutamente toda mulher deve realizar o autoexame das mamas. É um autoexame muito simples e rápido de fazer.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Mastologista

Quais os principais sintomas que devem ser observados?

Existe uma lista de sintomas que devem ser observados. É com base nesta sintomatologia que será possível fazer a detecção de lesões e anomalias que podem ser preocupantes e que seja necessária uma consulta médica para maiores verificações.

Sendo assim é através desta lista que você deve considerar para realizar o autoexame das mamas. Por isso é tão importante aprendê-la e assim será possível realizar detecções importantes.

O exame pode ser realizado a cada 15 dias ou mesmo uma vez por mês. É importante também considerar o ciclo menstrual, sempre fazer o autoexame das mamas após o ciclo da menstruação devido às alterações hormonais.

Todo exame deve ser realizado na frente do espelho. Assim fica mais fácil para você visualizar todas as mamas e suas partes internas e externas. Este é o olhar parado ou inspeção estática.

Depois vamos realizar a inspeção dinâmica. Para isto você deve realizar algumas manobras para detecção de nódulos profundos. Isso se dá pela alteração do contorno da mama.

Realizando estes dois tipos de inspeções observa-se os seguintes sintomas:

  • Nódulos ou caroços internos
  • Retração de uma parte da mama
  • Saída de líquidos de origem desconhecida do mamilo
  • Dor constante nas mama ou durante o autoexame
  • Abaulamento da alguma região da mama
  • Vermelhidão e/ou alterações da pele de alguma região da mama
  • Observar se a aréola está com o aspecto normal

Depois da observação no espelho é importante realizar o toque para determinar profundamente a presença de nódulos ou caroços. Para isto se deite ou ainda durante o banho coloque a mão referente a mama analisada na sua nuca.

Realiza apalpamentos com as pontas dos dedos como se estivesse tocando piano. Comece de fora para dentro da mama realizando o movimento em todo o contorno.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Mastologista

O que fazer em casos de riscos?

Se ao realizar o seu autoexame das mamas você se deparar com um ou mais sintomas da lista supracitada entra  segunda fase. Neste momento é fundamental que você busque atendimento com o seu médico.

Neste caso o seu médico irá realizar o exame da mama para detectar se realmente há alguns dos sintomas de risco. Caso os sintomas sejam confirmados o médico irá iniciar o processo de identificação da lesão ou anomalia detectada inicialmente.

Os exames iniciais podem variar de acordo com a densidade da sua mama, sua idade e também experiência médica e sintomas detectados. Com base nisso é definido o melhor exame para aquele momento para descartar ou confirmar presença de lesão na região.

 

Conclusão

O autoexame das mamas é uma maneira muito eficaz para se detectar lesões e anomalias em suas fases mais iniciais. Toda detecção inicial facilita o prognóstico e principalmente a cura.

Como a incidência do câncer de mama é alta no Brasil, todo cuidado é necessário. Por isso é sempre ideal você realizar o seu autoexame das mamas todos os meses.

Ao realizar o autoexame você conhece melhor o seu corpo e com isso pode detectar anomalias mínimas. Ao alertar o seu médico sobre alguma descoberta ele será capaz de analisar e solicitar exames mais específicos de detecção.

Tudo isso contribuir de forma positiva para sua vida. Além disso, é muito fácil fazer estes autoexame e justamente por isso há ainda mais motivos para você realizá-lo com regularidade.

Realize o seu autoexame das mamas com freqüência e esteja sempre atenta ao seu corpo. Compartilhe com suas amigas, mãe, filha e todas as mulheres que você conhece. Assim todas têm uma chance a mais para se proteger e evitar o câncer de mama.

Comenta AQUI