APRENDA MAIS SOBRE O TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NO PÓS OPERATÓRIO DO JOELHO

Fisioterapia para joelho operado
Fisioterapia para joelho operado

Está mais do que comprovado que a fisioterapia para joelho é um tratamento muito eficaz tanto para o alívio da dor como para diversos problemas que podem estar acontecendo com o seu joelho.

Existem muitas patologias que podem estar causando essas dores e, em alguns casos, se o tratamento conservador não obtiver resultados satisfatórios, a cirurgia é a solução.

Tenha em mente que você não precisa e nem deve sentir dor.

Vamos entender melhor como tudo funciona?

Como é formada a articulação do joelho?

O joelho é uma articulação com uma amplitude enorme de movimentos e devido à sua anatomia, tem pouca estabilidade. (wiki)

Além de responsável pelos movimentos, o joelho também suporta todo o peso do nosso corpo.

Então, a articulação do joelho é formada por três ossos: o fêmur, a tíbia e a patela. Entre eles, existem várias estruturas que estabilizam e ajudam no fortalecimento desse joelho, como ligamentos, meniscos, musculatura, massa articular, etc.

Enfim, os joelhos não trabalham sozinhos e outras partes do corpo os ajudam a complementar sua função:  os ossos, a cartilagem, os músculos, os ligamentos e os tendões.

Se há um problema em uma dessas partes, isso pode provocar dores muito fortes nos joelhos.

Tudo isso serve para você fazer grandes movimentos e precisa estar estável para poder sustentar essa articulação. E é a mobilidade desta articulação que é tão importante para atividades como sentar, correr, ficar de pé e andar.

Quando ocorre algum desgaste mecânico, isso vai gerando lesões e, inclusive, graves doenças como artrose, ruptura de ligamentos, dos meniscos, etc.

Lembrando que, existem vários tratamentos de fisioterapia para joelho, específicos para cada patologia.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Quais são as doenças mais comuns do joelho?

A dor que você está sentindo no seu joelho pode estar sendo ocasionada por uma série de razões. Por isso que é tão importante fazer o diagnóstico para iniciar o tratamento mais indicado para o seu caso.

Por que sentimos a dor? Ela funciona como uma mensagem de nosso cérebro para nos mostrar que alguma coisa não vai bem com nosso corpo e precisamos estar bem atentos.

A artrose é a doença mais comum e pode atingir não somente os joelhos, mas também seus quadris e coluna.

É  um problema da cartilagem e do osso que se situam no interior da articulação dos joelhos. Isso pode acarretar um traumatismo ou lesão agudos ou várias alterações degenerativas.

E isso vai gerando um enfraquecimento articular e uma inflamação na área afetada, onde a  articulação vai perdendo sua capacidade de absorver os choques, ocasionando muita dor.

Quais são seus principais sintomas? Dor local, inflamação do joelho e limitação da amplitude dos movimentos.

Talvez você se pergunte: Quais os fatores que podem estar contribuindo para o desenvolvimento da artrose?

  • Envelhecimento
  • Postura errada
  • Obesidade
  • Sobrecarga na articulação
  • Um traumatismo anterior
  • Lesão das articulações
  • Hereditariedade

A artrose é uma doença degenerativa e, uma vez presente, não pode desaparecer, pelo contrário, a tendência é progredir.

Caso você esteja sofrendo com muitas dores, saiba que é possível aliviar suas dores com uma fisioterapia para joelho específica para o seu problema.

Uma das grandes vantagens desse tratamento é que a fisioterapia para joelho conta com uma grande variedade de programas de exercícios que vai permitir aliviar suas dores e evitar a progressão da doença.

A síndrome fêmur-patelar é outra patologia que pode acontecer com o seu joelho. As superfícies da articulação da rótula são atingidas e podem ser causadas pelo estresse dos movimentos de flexão e extensão do joelho.

Geralmente, a dor fica concentrada na parte de trás e em volta da rótula, podendo piorar quando estamos sentados, fazendo uma caminhada, subindo escadas, pedalando ou praticando alguns exercícios físicos.

Na maior parte das vezes, isso acontece com adolescentes e pessoas mais jovens, ou seja, pessoas mais ativas e adeptas à prática de exercícios mais intensos.

Nesse caso, a fisioterapia para joelho é indicada para fortalecimento do joelho e músculos.

 

Por que a fisioterapia para joelho é importante?

Então, vamos imaginar uma pessoa que tem uma artrose, um desgaste em seu joelho. E como a fisioterapia para joelho pode ajudar?

Em primeiro lugar, você deve procurar um ortopedista, um fisiatra ou uma clínica de fisioterapia para diagnosticar a causa da dor, para depois traçar um tratamento para esse joelho.

Os fisioterapeutas, por exemplo, podem ajudar no alívio da dor com muitos recursos, após sua causa ter sido diagnosticada. Por exemplo, uma artrose, uma tensão muscular em torno do joelho causada pela prática de exercícios ou estiramentos.

Tenha em mente que você não tem que conviver com a dor. É necessário encontrar a causa do problema e não a consequência.

Existem vários programas de exercícios para fisioterapia para joelho, com o objetivo de tratar e estabilizar o joelho. Mas caso esta estabilização não dê o resultado esperado e o desgaste continuando de forma progressiva, é recomendado o tratamento cirúrgico.

Muitas pessoas sentem dores terríveis, permanentes, deixando-as totalmente incapacitantes.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Como é a cirurgia do joelho?

Como você já viu, a artrose do joelho é um processo de desgaste da cartilagem e em casos onde os tratamentos conservadores não funcionaram, e principalmente, quando está afetando a qualidade de vida do paciente, recomenda-se a cirurgia de prótese do joelho, também chamada de artroplastia. (estudo)

Essa operação consiste em retirar a parte do joelho que está causando dor e alguma deformidade e substituir por um implante.

A articulação danificada é substituída por componentes metálicos, cerâmicos ou plásticos, compondo um novo joelho, seguro e confortável. Em 90% dos casos, as dores desaparecem por completo, ou seja, as cirurgias têm muito êxito.

Essa substituição pode ser parcial, quando só alguns componentes da articulação são retirados, ou total, quando toda a articulação é removida.

Hoje em dia, com o avanço da medicina, tornou-se uma cirurgia relativamente simples, durando geralmente cerca de 2 horas. Em três dias, o paciente já pode voltar para casa, e a  fisioterapia para joelho já deve começar logo no dia seguinte à operação.

Seguindo todas as orientações do fisioterapeuta, em poucos meses, as pessoas já podem retomar todas as suas atividades do seu dia a dia, inclusive os exercícios físicos

Outras cirurgias também podem ser indicadas:

  • Artroscopia
  • Cirurgia de reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior

Na artroscopia, os tecidos lesionados podem ser retirados ou reparados na articulação com o objetivo de diminuir a dor e inchaço, podendo prevenir outros danos ao joelho.

Por exemplo, a lesão no ligamento cruzado anterior é muito comum entre praticantes de esportes e o tratamento cirúrgico é o indicado.

Essa lesão acontece devido a uma torção do joelho com o pé fixo no chão, levando a uma instabilidade do joelho. Durante a cirurgia, há a substituição do ligamento por um enxerto, que geralmente é proveniente do próprio paciente.

Saiba que o sucesso da intervenção cirúrgica está estritamente relacionado à sua reeducação, e claro, da habilidade profissional do seu médico.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

A fisioterapia para joelho é fundamental no pré-operatório

Todos os pacientes que irão se submeter a uma cirurgia de joelho, devem tomar algumas precauções antes da cirurgia e a fisioterapia para joelho é fundamental. Por que?

  • Vai ajudar na recuperação dos movimentos
  • Promover o fortalecimento dos músculos da região posterior e anterior da coxa
  • Permite voltar a andar mais rapidamente
  • Favorece a redução do inchaço

Então, quanto antes você começar a fazer um programa de exercícios com seu fisioterapeuta, melhor será sua recuperação.

É muito importante que o profissional de fisioterapia conheça todas as doenças do paciente e avalie patologias de outras articulações. Além disso, vai avaliar os déficits de funcionalidade do doente, por exemplo, se precisa de ajuda para se levantar da cadeira.

Vale lembrar que o outro joelho, os quadris e o padrão de marcha do paciente também serão observados.

Além disso, vai permitir que você volte mais rapidamente às suas atividades diárias.

Preste bastante atenção aos outros cuidados a serem tomados antes da cirurgia, como por exemplo, fazer todos os exames solicitados pelo seu médico, ter uma alimentação equilibrada, não fumar, tentar reduzir o estresse, praticar exercícios físicos, etc.

Tudo isso favorece para um melhor pós-operatório e, por consequência, uma recuperação mais rápida e saudável. Em pouco tempo, poderá ir retomando sua rotina.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Quais os cuidados no pós-operatório do joelho?

Então, independentemente do tipo de intervenção cirúrgica, alguns cuidados devem ser tomados:

  • Procurar ficar em pé, mas não forçar muito
  • Seguir as orientações do fisioterapeuta

O profissional vai lhe ajudar a recuperar a amplitude do movimento e isso ajudará na redução do inchaço. É muito importante fazer todos os exercícios diariamente.

  • Não se apoiar sobre o joelho

Evite se apoiar sobre o joelho, principalmente na hora de dormir. Além de evitar colocar almofadas embaixo do joelho, mas sim por baixo do calcanhar.

  • Aplicação de gelo, por cerca de 10 minutos
  • Manter a perna operada elevada
  • Entre o 7º e o 10º dias após a cirurgia, seu joelho deve dobrar até 90º

Caso você tenha muletas ou andador, não se esqueça de levar. Serão bem úteis no pós-operatório.

É fundamental você seguir todas as recomendações do seu médico e do seu fisioterapeuta, para que sua recuperação seja a melhor possível.

Outro ponto importante que o fisioterapeuta deve se ater é informar tanto ao paciente quanto à família como deve sair da cama, levantar-se, sentar-se, etc. Isso ajuda bastante na recuperação.

Agora, caso você apresente febre acima de 37,8º C, vermelhidão no local, secreções, sangramentos e inchaço excessivo, seu médico deve ser imediatamente avisado.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

O que faz a fisioterapia no pós-operatório do joelho?

A fisioterapia para joelho entra logo após a cirurgia e é de extrema importância para esse processo.

Quais são os objetivos?

  • Permitir aumento da amplitude de movimentos que tende a ficar bem rígida;
  • Promover ganho de força muscular que normalmente fica mais atrofiada;
  • Trabalhar com inúmeros recursos para diminuir a dor;
  • Favorecer o fortalecimento da área afetada;
  • Soltar a articulação;
  • Melhorar o equilíbrio;
  • Trazer o treino de marcha, isto é, o paciente vai aprender a andar novamente.

Então, a fisioterapia para joelho tem como principal finalidade a total recuperação da função do joelho operado, através da reeducação do paciente, visando a retomada de suas atividades e funções.

Além disso, é feito todo um trabalho para o fortalecimento muscular dos dois membros superiores e do membro inferior que não foi operado. Por que isso?

Para que a retomada de suas atividades diárias seja realizada com maior segurança e que o programa de reabilitação tenha uma boa evolução.

Por isso, os exercícios pós-operatórios de fortalecimento do quadricípite devem ocorrer o mais breve possível.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

A fisioterapia para joelho operado é recomendável?

A fisioterapia para joelho operado é imprescindível! Lembrando que é muito importante tanto no pré como no pós-operatório.

Lembrando que, o resultado positivo da cirurgia está diretamente ligado à reabilitação, com um profissional capacitado e especializado em joelho.

É claro que se você conseguir fazer o tratamento conservador, melhor ainda. Mas se tiver que fazer uma cirurgia, pode ficar totalmente despreocupado porque a fisioterapia está aí para lhe ajudar.

Como já foi dito, a fisioterapia para joelho deve ser iniciada quase que imediatamente após a operação. Uma prática cotidiana de exercícios é um fator indispensável ao sucesso da cirurgia e da recuperação funcional.

Caso você não sinta dor, aproveite e fortaleça bastante os joelhos. É uma região que requer bastante força para estabilizar a articulação.

Vale ressaltar que, você não precisa sentir dor. Hoje em dia, a fisioterapia para joelho dispõe de muitos recursos para diminuir essas dores, e somente em casos onde o tratamento conservador não funcione que é indicado uma cirurgia.

Pense que você terá de volta sua vida e sem falar, numa melhor qualidade de vida. Poderá voltar a fazer suas caminhadas, subir e descer escadas, enfim, todas aquelas atividades cotidianas que eram um verdadeiro tormento por causa das dores.

Comenta AQUI