FISIOTERAPIA NEUROLÓGICA: O QUE É? PARA QUE SERVE? E COMO FUNCIONA O TRATAMENTO?

Fisioterapia neurológica
Fisioterapia neurológica

A fisioterapia neurológica é uma outra especialidade dentro da fisioterapia, cujo objetivo é restabelecer a identidade física e emocional de pessoas que apresentam algum tipo de lesão neurológica.

Possui vários recursos para fazer com que a pessoa volte a praticar suas atividades diárias, promovendo uma maior qualidade de vida.

É possível trabalhar com adultos, idosos e crianças, procurando facilitar o aprendizado do movimento com a finalidade de restaurar a funcionalidade.

O que é fisioterapia neurológica?

Então, a fisioterapia neurológica, também chamada de fisioterapia neurofuncional, trabalha com a recuperação da capacidade funcional de todos os pacientes que possuam algum tipo de lesão no cérebro.

Ela vai estimular o aprendizado ou um reaprendizado motor, físico, da atividade da vida diária, enfim, a pessoa vai ter que aprender ou reaprender movimentos amplos.

Na verdade, a fisioterapia trabalha somente a parte motora, mas também a cognitiva, como por exemplo, a memória e concentração.

São vários déficits neurológicos que a fisioterapia neurofuncional vai ajudar e assim, trazer a pessoa de volta à sociedade, promovendo uma melhor qualidade de vida.

Enfim, a fisioterapia participa ativamente da reabilitação tanto neurológica quanto motora do paciente com base na aplicação de técnicas específicas.

Dessa forma, a pessoa vai melhorar sua autonomia e mobilidade.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Que tipos de doenças são tratadas com a fisioterapia neurológica?

É bom você saber que, pacientes podem ter lesões cerebrais congênitas, isto é, possuem desde que nasceram, como por exemplo, a paralisia cerebral.

Ou alguma outra lesão que foi adquirida ao longo da vida, como um derrame, AVC, traumatismo craniano, Doença de Parkinson, Mal de Alzheimer, etc.

Quais outras doenças?

  • Síndrome de Guillan Barreé
  • ELA- Esclerose Lateral Amiotrófica
  • Lesão medular (devido a um acidente)
  • Neuropatia periférica
  • Esclerose múltipla
  • Síndrome de Down

E a fisioterapia neurológica pode trabalhar com todas elas. Muitas vezes, essas lesões têm consequências permanentes na pessoa, afetando principalmente a qualidade de vida.

As limitações são tantas que até mesmo se levantar da cama ou executar simples tarefas diárias, é praticamente impossível. Além disso, há um enorme comprometimento de toda a autonomia do indivíduo.

Por exemplo, o AVC ou Acidente Vascular cerebral atinge milhares de pessoas todos os anos, podendo acarretar sequelas funcionais importantes. Não é apenas uma situação angustiante e estressante para o paciente, mas também para toda a família.

Muitas vezes, esses pacientes ficam com um dos lados do corpo paralisado e o fisioterapeuta deve começar com as sessões já no hospital. É importante trabalhar com exercícios para estimular o cérebro a reorganizar as funções e informações.

O ideal é que o paciente seja tratado por uma equipe multidisciplinar. Geralmente, indivíduos com lesões neurológicas são acompanhados, além dos fisioterapeutas, por neurologistas, fonoaudiólogos, psicólogos, nutricionistas, para obter uma melhor eficácia no tratamento.

O Mal de Parkinson é um desses casos da importância de uma equipe multidisciplinar, principalmente para retardar o progresso da doença e com a fisioterapia neurofuncional, há uma melhora significativa na qualidade de vida da pessoa.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Como funciona o tratamento da fisioterapia neurológica?

Você sabia que o cérebro possui capacidade de se readaptar e a pode ajudar bastante?

Vamos imaginar que houve uma lesão na área do córtex motor. Outras áreas são capazes de restaurar as funções perdidas e isso é chamado de plasticidade neuronal, ou seja, o cérebro tem a capacidade de fazer esta restauração.

E como é o tratamento?

Muitos pacientes podem ter paralisia total ou parcial, problemas para andar, limitação de movimentos em algum membro, dificuldade para falar, problemas de memória e concentração, etc.

A fisioterapia neurológica vai trabalhar para:

  • Recuperar as capacidades motoras
  • Fortalecimento muscular
  • Ganhar a mobilidade articular
  • Melhorar a postura e o equilíbrio
  • Trabalhar a concentração, a memória e a atenção
  • Prevenção de complicações
  • Ensinar a voltar às suas atividades diárias
  • Melhorar a qualidade de vida

Mas, nos casos onde o paciente não consiga voltar às suas atividades normais antes da doença, pelo menos, fazer com que consigam se readaptar às tarefas de uma maneira mais fácil e segura.

Em tratamentos para paralisia cerebral, por exemplo, há o uso de várias técnicas e uma delas é o método Bobath.

Muito utilizado na fisioterapia neurofuncional para tratamento de crianças com paralisia cerebral. Consiste basicamente em exercícios de rotações de tronco e coluna cervical, permitindo melhorar a postura, e, principalmente para evitar a hipertonia.

Uma outra técnica foi criada nos anos 70 por Beatriz Padovan, a qual trabalha o indivíduo como um todo. Pode ser aplicada em todas as idades onde se constate um comprometimento neurológico.

Tem como principais objetivos: a prevenção, a recuperação das funções perdidas e a preparação do organismo a adquirir novas funções.

Nos casos de AVE, a presença de fisioterapeutas especializados é fundamental para a melhora do indivíduo, especialmente porque como afeta o Sistema Nervoso Central, pode ocasionar sequelas bem graves.

Uma outra técnica também muito aplicada é a cinesioterapia, isto é, terapia do movimento, visando o fortalecimento muscular e recuperação das funções motoras perdidas.

O tratamento é baseado em estimular a plasticidade cerebral do paciente, com o objetivo de reabilitar o equilíbrio, a coordenação motora, a força muscular, a marcha, ou seja, todas as limitações afetadas pelas lesões.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Quais os benefícios da fisioterapia neurológica?

Então, sabe-se que lesões que atingem o Sistema Nervoso podem ter consequências bem graves sobre funções muito importantes da pessoa, afetando a qualidade de vida e produtividade.

A fisioterapia neurológica evoluiu muito nos últimos tempos, sempre buscando oferecer às pessoas recursos para que melhorem os níveis de dificuldade, facilitando a aprendizagem motora e cognitiva.

Veja os principais benefícios:

  • Melhora o equilíbrio e a coordenação
  • Restabelecer a marcha
  • Trabalhar a memória e concentração
  • Ensinar atividades diárias, como se vestir, tomar banho, etc
  • Ajudar na readaptação do paciente pois vai aprender outras funções
  • Promover a autonomia

São muitos os benefícios, mas é sempre bom lembrar que vai depender da gravidade da lesão, assim como do diagnóstico e prognóstico.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Por que o tratamento é importante?

Para que a pessoa tenha sua vida de volta da melhor maneira possível.

Vale lembrar que, o fisioterapeuta deve conhecer não apenas a patologia como também as lesões para definir qual melhor tratamento.

Na verdade, o paciente primeiramente deve obter um diagnóstico de um médico, geralmente um neurologista, para depois sim ser direcionado ao fisioterapeuta.

O tratamento será baseado em exercícios separados por áreas do corpo e exercícios relacionados à sua vida diária.

Todas as técnicas têm como objetivo melhorar as funções específicas que foram afetadas pelas lesões.

Tais lesões podem ser temporárias ou permanentes, impactando diretamente as atividades cotidianas, como também tornando os pacientes muito dependentes de outras pessoas. E é preciso restabelecer sua autonomia.

É claro que o resultado do tratamento varia de pessoa para pessoa, especialmente em razão da gravidade da lesão e da idade do paciente.

O tratamento é focado na utilização de técnicas para fortalecimento muscular, uso de eletroestimulação, terapias de contensão e treinamento de funções motoras, como andar, subir e descer escadas, treinamento cardiorrespiratórios e muitas outras.

A partir da evolução do quadro do paciente, o fisioterapeuta pode ir inserindo novas técnicas ao longo do tratamento.

Clique AQUI Para Ler Mais Artigos Da Nossa Fisioterapeuta

Conclusão

Como você viu, a fisioterapia neurológica é indispensável no tratamento de pessoas com lesões neurológicas, das mais leves até mais graves.

Trata pacientes que sofreram um AVC ou um traumatismo craniano como aqueles afetados por doenças como Mal de Parkinson ou paralisia cerebral.

O tempo de recuperação varia de paciente para paciente, principalmente devido ao grau da lesão.

Mas quanto antes se der início ao tratamento, mais rapidamente poderá retomar às suas atividades diárias e, sem falar, na promoção de uma melhor qualidade de vida.

Comenta AQUI